Jornal Correio Popular


JI-PARANÁ
PRF apreende duas ton de alimentos com irregularidades

Data da notícia: 2022-05-10 18:12:49
Foto: Assessoria/Divulgação
Por apresentarem risco à saúde e à integridade física dos consumidores, os produtos foram devidamente descartados

A Operação Tentáculos II, realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), contou com apoio da Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Divisão de Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa). Durante a ação, foram apreendidos mais de duas mil quilos de alimentos transportados irregularmente. Por apresentarem risco à saúde e à integridade física dos consumidores, os produtos foram devidamente descartados.

Com a participação de diversos órgãos federais, estaduais e municipais, a Operação Tentáculos II foi realizada pela PRF, entre 20 de abril e 6 de maio, nos estados de Rondônia e Acre, com foco no combate aos crimes ambientais, contra o fisco e a saúde pública.

A ação contou com apoio do Ministério da Agricultura e do Abastecimento (Mapa), Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Receita Federal, Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Agência Nacional do Cinema (Ancine), Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf), Polícia Militar de Rondônia (PMRO), Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), Secretaria de Estado de Finanças (Sefin), Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Divisão de Vigilância Sanitária da Semusa.

“Além do combate ao crime em vertentes específicas, a Operação Tentáculos II também proporcionou às instituições de trabalharem, de forma integrada, utilizando a expertise profissional dos servidores dos diversos órgãos envolvidos, aumentando assim a eficácia nas entregas à sociedade”, declarou o chefe da Delegacia da PRF em Ji-Paraná, Jussigle Bispo Rodrigues.

Em Ji-Paraná, a operação foi realizada na Unidade Operacional da PRF, onde cerca de dois mil quilos de alimentos foram apreendidos, entre iogurtes, açaí e peixes. Entre as principais irregularidades estavam o transporte irregular, com alimentos sem o devido resfriamento, além da ausência de informações sobre a data de fabricação e validade dos produtos.

“Fomos acionados pela PRF para dar apoio à apreensão de alimentos que estavam sendo transportados com alguma irregularidade. Esses produtos podem ser prejudiciais à saúde da população e, por este motivo, foram apreendidos e, posteriormente, descartados”, destacou Silmara Pereira Dias, diretora da Divisão de Vigilância Sanitária de Ji-Paraná.


Fonte: CCS


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.