Jornal Correio Popular


JUROS
Regras para novo cálculo da Poupança podem mudar hoje

Data da notícia: 2021-12-07 18:47:01
Foto: Assessoria/Divulgação
A mudança pode ocorrer se o Banco Central aumentar a taxa básica de juros Selic de 7,75 para 9,25%

A fórmula de cálculo da poupança pode mudar hoje, quarta-feira (8), se o Banco Central aumentar a taxa básica de juros Selic, dos atuais 7,75% para 9,25% ao ano, como é esperado pelo mercado. Isso acontece por causa da regra de cálculo da poupança que está valendo desde 2012.

Essa fórmula que deve começar a valer nesta semana vai piorar o rendimento da caderneta. Quanto mais os juros subirem, maior vai ser a desvantagem da poupança. A regra de cálculo da aplicação mais tradicional entre os brasileiros vai piorar para o investidor dessa modalidade.

Até 2012, a regra do rendimento da poupança era uma só. A caderneta rendia 0,5% ao mês mais a variação da Taxa Referencial, um indicador do mercado financeiro (TR). Como a TR está valendo zero, a poupança rendia 0,5% ao mês, ou 6,17% ao ano. Mas a partir de 2012, a regra mudou.

Ficou estabelecido que a poupança só renderia 0,5% ao mês se a taxa básica de juros (Selic) estivesse acima de 8,5% ao ano. Enquanto a Selic estiver valendo até 8,5%, a poupança rende 70% da Selic. E era essa conta que está valendo hoje. A Selic está em 7,75% ao ano.

Como a poupança rende 70% da Selic, isso quer dizer que a caderneta está rendendo 5,43% ao ano (para fazer a conta, basta multiplicar a Selic por 0,7). Tudo aponta, porém, para uma mudança nesta semana. O Banco Central reuniu ontem (7) e hoje o Comitê de Política Monetária (Copom), órgão do governo responsável pelo sistema financeiro.

Mas o que importa para o poupador é que a Selic deve superar os 8,5%. Assim, a fórmula de cálculo do rendimento da poupança vai mudar.
Passará agora a ser de 0,5% ao mês, o que dará 6,17% ao ano. O rendimento no ano dá 6,17%, e não 6% porque a conta não é simplesmente multiplicar 0,5% x 12.

A cada mês, os juros são contados em cima do rendimento do mês anterior, o que dá um pouquinho a mais (são os chamados juros compostos).

No fim do ano, a rentabilidade fica maior que os 6%. A previsão é que a poupança saia perdendo com essa mudança na forma de calcular o rendimento.

No ano passado, o rendimento da poupança foi diminuindo gradativamente, e cada vez mais o dinheiro injetado nela perdeu valor.

Mas isso vem mudando desde março de 2021, com as constantes altas da Selic e uma nova decisão tomada pelo Banco Central mais uma vez impactou positivamente no rendimento dela.


Fonte: ABN


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.