] Jornal Correio Popular
Ji-Paraná(RO), 01/12/2021 - 05:02
JORNAL CORREIO POPULAR DE RONDôNIA - Fone: 69-3421-6853 - E-mail: redacao@correiopopular.com.br


DIA MUNDIAL
Entenda o que é a Osteoporose e como prevenir da doença

Data da notícia: 2021-10-25 09:54:46
Foto: Divulgação/ilustrativa
Exercícios e uma alimentação mais equilibrada podem contribuem para evitar avanço da doença

Na última quarta-feira (20), foi Dia Mundial da Osteoporose. A data foi criada para chamar a atenção para o problema que, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), já atinge cerca de 15 milhões de pessoas no Brasil. Conhecida como uma doença silenciosa por não apresentar sintomas tão evidentes, esses dados são relevantes, uma vez que as complicações da doença crescem com o envelhecer da população, já que a idade é um fator que predispõe a enfermidade.

Idosos, principalmente mulheres pós-menopausa, são os que mais sofrem de osteoporose. Além da idade avançada, outros fatores de risco são histórico familiar, dieta pobre em cálcio e vitamina D, fumo, álcool, vida sedentária e deficiência hormonal. O principal exame a ser realizado para o diagnóstico da osteoporose é a densitometria óssea. Caso o paciente apresente fatores de risco, o exame pode ser feito a partir dos 50 anos.

Segundo a fisiatra do Hospital do Coração, Dra. Pérola Plapler, diversos fatores contribuem para o surgimento da osteoporose como hereditariedade, quando há casos de parentes próximos na família com a doença; fatores nutricionais, como a pouca ingestão de cálcio; uso excessivo de bebidas alcoólicas que diminuem a produção de células novas no osso e aumentam as chances de quedas e de fraturas; condições hormonais, pois com o tempo homens e mulheres deixam de produzir seu hormônio sexual (testosterona ou estrógeno) o que limita a produção de massa óssea.

A doença acomete uma em cada 4 mulheres após a menopausa e um em cada 8 homens acima dos 65 anos de idade. Nas mulheres a incidência da doença é maior, pois a menopausa na mulher começa mais cedo, caracterizada principalmente pela diminuição do estrógeno, um hormônio muito importante no estímulo à formação e na proteção da massa óssea. Já os homens começam seu processo de perda de massa óssea mais tarde e, como têm ossos e músculos maiores, têm um estoque de massa óssea maior, precisando de mais tempo para que seus ossos fiquem mais frágeis.


Diagnóstico

O primeiro passo para diagnosticar a doença é uma avaliação dos dados clínicos do paciente e a realização de um exame chamado densitometria óssea, fácil de realizar e que detecta precocemente a quantidade de massa óssea do esqueleto. Depois de diagnosticada, é importante o tratamento para evitar o avanço da osteoporose.

Exercícios físicos são recomendados tanto na prevenção quanto no tratamento da doença. Musculação, corrida e caminhada são indicados para prevenir a osteoporose. Já para quem tem a doença é necessário um acompanhamento médico e de um educador físico, uma vez que exercícios muito intensos podem provocar fratura em ossos muito frágeis. Além disso, uma alimentação equilibrada é importante para prevenir esta doença que cresce de maneira acelerada. A nutricionista do Hospital do Coração, Camila Ragne Torreglosa explica que consumir alimentos ricos em cálcio como, leite, iogurte, queijo, sardinha e brócolis são fundamentais, pois o cálcio é responsável pela formação e manutenção da massa óssea.

O consumo de nutrientes com vitamina K achado no brócolis, lentilha, repolho e couve manteiga e o mineral magnésio encontrado na acelga, espinafre, quiabo, beterraba e amêndoa também são importantes para saúde óssea, pois a vitamina K participa da formação óssea e o magnésio ajuda na absorção do cálcio da nossa alimentação. A partir de 50 anos, a recomendação da ingestão de cálcio diária tanto para mulheres quanto para homens é de 1200 mg, explicou a nutricionista.


Fonte: Hcor e da International Osteoporosis Foundation


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.