] Jornal Correio Popular


Ji-Paraná(RO), 16/10/2021 - 04:45
JORNAL CORREIO POPULAR DE RONDôNIA - Fone: 69-3421-6853 - E-mail: redacao@correiopopular.com.br


PARCERIA
Prefeito e vereadores de Ouro Preto se reúnem com deputado

Data da notícia: 2021-10-11 18:33:18
Foto: Assessoria/Divulgação
A prestação de contas do trabalho feito em prol da população ouropretense foi realizada durante entrevista

O prefeito da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste, Alex Testoni (DEM), o vice, Peragibe Félix (PSDB), além do vereador Kinkinha da Garagem e do suplente de vereador, Marquinhos, se reuniram na sexta-feira (18), com o deputado Estadual Laerte Gomes (PSDB), que prestou contas das ações realizadas em benefício da população do município, por meio de emendas parlamantares de sua autoria.

A prestação de contas do trabalho feito pelo parlamentar em prol da população ouropretense, foi realizada durante entrevista ao jornalismo da rádio Rondônia FM 91,5, apresentado pelo radialista Willians Soares.

“Na Estância Turística de Ouro Preto do Oeste, participei do jornalismo da rádio Rondônia FM 91,5, ancorado pelo radialista Willians Soares. Na presença do prefeito Alex Testoni, do vice-prefeito Peragibe Félix, vereador Kinkinha da Garagem e do suplente de vereador, Marquinhos, prestei contas das nossas ações em Ouro Preto do Oeste”, informou Laerte Gomes.


Sistema de Saúde

Laerte Gomes lembrou de seu discurso no plenário da Assembleia Legislativa, onde expôs a incapacidade da gestão do atual secretário de Saúde Fernando Máximo, no processo de efetivação e empenho das emendas parlamentares dos deputados estaduais, que estão estimados nos valores de R$ 47 milhões de reais para impulsionar o sistema público de saúde de Rondônia neste ano de 2021.

Contudo, esse montante é uma verba pública assegurada pelo Supremo Tribunal Federal, que obriga a destinação de 50% dos valores das emendas parlamentares para a pasta da saúde. No entanto, Fernando Máximo conseguiu até agora o pífio empenho de R$ 1.8 milhão, com pagamento ínfimo de R$ 626 mil para atender mais de 40 cidades de Rondônia.

O deputado endossou um choque de gestão na saúde ou o governo Marcos Rocha será um fiasco generalizado em 2022. Gomes cogitou a retirada de Máximo, antes que ele possa implodir o sistema de saúde de Rondônia, cuja suas ramificações de ineficiência estão pipocando com o colapso da saúde pública em Cacoal. De acordo com o tucano Laerte Gomes, falta vontade política para fazer a saúde andar e cabe ao governador, substituir uma peça do jogo ou mudar as estratégias do seu time no Poder Executivo.


Fonte: Assessoria


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.