] Jornal Correio Popular
Segunda-feira, 28 / 09 / 2020
JORNAL CORREIO POPULAR DE RONDôNIA - Fone: 69-3421-6853 - E-mail: redacao@correiopopular.com.br


MARCA HISTÓRICA
Nível do rio Machado atinge ponto crítico por causa da seca

Data da notícia: 2020-09-14 18:35:09
Foto: Assessoria/Divulgação
Ontem, a régua da Agência Nacional de Águas marcou 6,22 metros; nível crítico para a navegação

O rio Machado, que forma a segunda maior bacia hidrográfica de Rondônia, atingiu uma marca histórica durante o período de estiagem na região. De acordo com a medição da Agência Nacional de Águas (ANA), foram registrados, ontem (14), 6,22 metros, nível considerado crítico pelo órgão.

A ANA admitiu a possibilidade das águas do rio baixarem ainda mais em setembro. Segundo o Instituto de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), neste mês, devem ocorrer poucas chuvas na região. A redução é lenta, mas contínua.

Na primeira quinzena de junho deste ano, a régua da ANA registrou 6,76 m. Até setembro, houve redução de 54 cm no nível do rio. Média de 18 cm a cada mês. A menor marca histórica foi de 6,10 m. Técnicos da agência preveem que o Machado deve continuar baixando até fim deste mês.

O baixo nível das águas do rio Machado prejudica a navegação de pequenos barcos, principalmente de noite, por causa do surgimento de bancos de areia e pedras na superfície. As altas temperaturas, acima dos 40º, e a baixa umidade do ar têm favorecido à evaporação.

Para o 2º Grupamento do Corpo de Bombeiros, o forte calor e a diminuição das águas dos rios da região têm levado pessoas a se arriscarem mais para se refrescar. De acordo com a corporação, o leito ainda esconde muitos buracos que podem levar a afogamentos.

A Colônia de Pescadores Z-9 de Ji-Paraná informou que a pesca profissional de espécies nativas também está prejudicada por causa da seca. Neste período, segundo o presidente da colônia, Manuel Batista, a atividade tem redução de até 80% e os pescadores não possuem outro meio de compensar as perdas.


Fonte: Assessoria


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.