] Jornal Correio Popular
Sexta-feira, 26 / 02 / 2021
JORNAL CORREIO POPULAR DE RONDôNIA - Fone: 69-3421-6853 - E-mail: redacao@correiopopular.com.br


AGOSTO DOURADO
Banco de Leite Santa Ágata reforça a importância do aleitamento materno

Data da notícia: 2020-07-31 18:27:58
Foto: Divulgação
Mães podem doar leite materno e ajudar outras crianças

Aquela sensação de amor, de aconchegar o bebê nos braços e amamentar. Esse vínculo único, entre a mãe e o bebê, proporciona melhor qualidade de vida para as crianças, por meio do leite materno.

Mas nem sempre o processo é simples, muitas mães têm dificuldade na hora de amamentar. E aí que entra o trabalho desenvolvido pelo Banco de Leite Santa Ágata (BLH), anexo ao Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, em Porto Velho, intensificando que a melhor opção para nutrir o bebê nos primeiros seis meses de vida é o leite materno, por ter todos os nutrientes necessários para alimentar e hidratar a criança, além de trazer inúmeros benefícios para a mãe, família e sociedade.

A coordenadora do Banco de Leite, Edilene Macedo Cordeiro explica que o Santa Ágata é uma instituição de referência em aleitamento materno em Rondônia, com uma equipe multiprofissional qualificada para oferecer orientações,e apoio nas dificuldades relacionadas à amamentação.

A unidade é responsável pela coleta e pasteurização de leite humano destinado às crianças prematuras e de baixo peso internadas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal.

DE DOADORA A RECEPTORA
O Santa Ágata também recebe doação de leite materno, como foi o caso da empreendedora Geisiane Santos Marinho Félix, que desde o nascimento da primeira filha, Emanuele de dez anos, decidiu ser doadora. Com o nascimento da segunda filha, Letícia, seis anos, não foi diferente, ela também fez doações no Banco de Leite.

“Eu amei a experiência da amamentação com as minhas duas primeiras filhas, e foi gratificante poder ajudar outras mães que não podiam amamentar seus recém-nascidos”, lembrou Geisiane.

Mas após cinco anos do nascimento de Letícia, Geisiane precisou da ajuda do Banco de Leite, o terceiro filho, desta vez um menino, Beijamim, hoje com um ano e nove meses, nasceu com 31 semanas, prematuro extremo e baixo peso. Mãe e filho foram acolhidos e beneficiados com a doação de outras mães que, assim como Geisiane fez nas primeiras gestações, compartilham a experiência, o amor e a solidariedade, por meio deste líquido tão precioso para os bebês.

“Depois do primeiro mês de vida, Beijamim foi para o canguru e aprendeu a mamar. Ele ficou no aleitamento exclusivo até os seis meses. Meu filho hoje é uma criança forte e saudável”.


Fonte: Secom


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.