] Jornal Correio Popular


Quarta-feira, 08 / 07 / 2020
JORNAL CORREIO POPULAR DE RONDôNIA - Fone: 69-3421-6853 - E-mail: redacao@correiopopular.com.br


PARQUE SÃO JORGE
Corinthians deve pagar R$ 21,5 mi por uso indevido de rua

Data da notícia: 2020-06-25 17:57:17
Foto: Divulgação
Clube usava via como estacionamento do Parque São Jorge, sede social do Timão

O Corinthians foi condenado a pagar R$ 19,6 milhões à Prefeitura de São Paulo por usar uma rua ao lado do Parque São Jorge como estacionamento privado. Em decisão tomada na última semana e publicada nesta quinta-feira (25), no Diário da Justiça de São Paulo, a juíza Luiza Barros Rozas Verotti também determinou que o clube pague 10% do valor da causa em honorários advocatícios. Desta forma, o valor total da condenação é de R$ 21,5 milhões.

O departamento jurídico do Corinthians ainda deve recorrer da decisão em segunda instância. O advogado do clube, Diógenes Mello, disse que “o assunto está sendo analisado”.

Este processo vem desde 2010. O Corinthians já havia sido condenado a devolver a área para a prefeitura, mas o valor da indenização ainda não havia sido fixado. Em 2015, o Timão retirou grades e muros que delimitavam o espaço.

O terreno foi cedido gratuitamente ao clube em 1996 por 99 anos. Porém, na gestão do prefeito Gilberto Kassab, o município entrou com ação de reintegração de posse, alegando irregularidades, como a falta de interesse público.

Crise financeira
A condenação chega em um momento difícil financeiramente para o Timão.
Na última semana, o clube teve R$ 23 milhões em direitos de transmissão penhorados por conta de uma dívida com o JMalucelli, referente a venda do volante Jucilei.

A situação do Corinthians seria bastante complicada, mesmo que não houvesse a pandemia do novo coronavírus. O clube fechou 2019 com R$ 665 milhões em dívidas.

Em balanço financeiro enviado a conselheiros, o clube apresentou um déficit de R$ 177 milhões na última temporada.
Até o fim de 2018, a dívida do Corinthians era de R$ 469 milhões. Ou seja, houve um aumento de R$ R$ 196 milhões no último ano, crescimento de 42%.

Deste montante, R$ 399 milhões precisariam ser pagos neste ano. O valor é maior do que todo o faturamento da temporada passada: R$ 353 milhões.

No momento, a diretoria alvinegra procura credores em busca de renegociações. O clube tenta ganhar mais tempo para quitar as dívidas e evitar novas cobranças na Justiça.


Fonte:


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.