] Jornal Correio Popular


Sábado, 27 / 02 / 2021
JORNAL CORREIO POPULAR DE RONDôNIA - Fone: 69-3421-6853 - E-mail: redacao@correiopopular.com.br


GERAL
Seduc adota normas para organizar almoxarifado

Data da notícia: 2019-03-13 17:36:03
Foto: Assessoria/Divulgação
Meta da Secretaria Estadual de Educação é transformar o almoxarifado em um centro de distribuição de produtos

A nova Gerência de Almoxarifado e Patrimônio da Secretária do Estado de Educação (GAP/Seduc) tem como meta transformar o almoxarifado em um centro de distribuição, com visão organizacional do fluxo das mercadorias e melhorar a operacionalidade, abandonando a característica passada de depósito de mercadorias.
Segundo o gerente do GAP, João Batista Neto, quando uma escola necessita de algum equipamento é enviado um pedido à Coordenadoria Regional de Educação (CRE) e, em seguida, o documento é enviado ao Núcleo de Apoio às CRE’s da Diretoria de Administração e Finanças (DAF), que envia a mercadoria para a Gerência de Almoxarifado e Patrimônio da Secretária do Estado de Educação (GAP/Seduc), que realiza a distribuição para a escola designada.
“Este processo, que deveria ser simples, quando não agilizado, pode causar o acúmulo de objetos no almoxarifado e a demora para atender à necessidade das escolas na entrega da mercadoria”, explicou Batista Neto.
O centro de distribuição possui uma rotina de chegada, processamento da mercadoria e distribuição. Atualmente, o almoxarifado faz esse trabalho, mas também faz o de depósito. “Para a função de depósito, desejamos utilizar o prédio anexo ao almoxarifado, localizado na avenida dos Imigrantes para armazenar os objetos que precisam de destino alternativo”, explicou o gerente.
O que ainda impede a retirada de muitos objetos que estão acumulados no almoxarifado é a demora nos procedimentos administrativos. Antes, havia um processo único de produção, no qual o servidor sabia realizar somente a sua função. Na ausência do funcionário, a ação não era concretizada. Porém, a otimização do servidor começou a ser colocada em prática para que os processos não se acumulem.
Será criada uma equipe de baixa para que, dentro da legislação vigente, seja determinado o que não poderá mais ser utilizado pelas escolas, liberando o espaço do almoxarifado. Mudanças físicas também são planejadas.


Fonte: Assessoria


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.