FALE CONOSCO     |     INTRANET     |      QUEM SOMOS
 Assine a revista PONTO M  
SIGA O CP       ANUNCIE AQUI

Bom dia! Terça-feira, 12 / 12 / 2017
INTERNACIONAL
Ji-Paraná sediou seminário sobre sustentabilidade

Data da notícia: 2017-12-06 11:41:32
Foto: Assessoria/Divulgação
A cidade foi a primeira do Brasil a receber a cúpula itinerante que prega respeito ao meio ambiente e agricultura sustentável
Ji-Paraná recebeu a 16ª edição do Seminário Internacional de Agricultura, Pecuária, Logística e Turismo Sustentáveis, com as presenças de professores universitários, acadêmicos e profissionais para debates dos temas.
O evento foi realizado no Hotel Maximus, no 2° distrito do município. Nele, os convidados debateram e apresentam os resultados das experiências realizadas.
Ji-Paraná se tornou a primeira cidade do interior do Brasil a receber a cúpula itinerante que prega o respeito ao meio ambiente, agricultura, agroecologia, logística sustentável, e ao turismo sustentável, como fatores de inclusão social e redução da pobreza entre a população.
Representantes de Rondônia, Mato Grosso, Amazonas, Acre e Amapá, participaram do seminário discutindo os novos rumos das unidades federativas frente à realidade da abertura das saídas para o Pacifico.
O professor e mestre em direito ambiental, Hércules Góes, um dos organizadores do evento, falou que Rondônia se tornou uma das maiores fronteiras agrícolas do país.
Segundo Góes, o estado está no epicentro da questão agrícola, e está expandindo sua produção como da soja, café, milho.

EXPANSÃO

Ele acredita na possibilidade de se conseguir expandir a produção agrícola na região sem agredir o meio ambiente, usando técnicas de integração de lavoura, pecuária e floresta.
“Devemos qualificar nossa produção, de forma que a gente não degrade mais a nossa Floresta Amazônica e consiga fazer a maior produtividade possível”, afirmou.
Pela terceira vez, a professora universitária e mestre em direito do urbanismo e do meio ambiente, Marialice Antão de Oliveira, participa do seminário internacional. Neste ano, a docente discursou sobre a importância da implantação da educação ambiental para a juventude.
“Sempre irá existir a juventude futura, temos a expectativa que sempre haja a continuidade para que os jovens de hoje possam ser mais produtiva e com mais sustentabilidade, preocupação e responsabilidade com o meio ambiente”, destacou a professora Marialice.


Fonte: Assessoria


Compartilhe com seus amigos:





www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.