FALE CONOSCO     |     INTRANET     |      QUEM SOMOS
 Assine a revista PONTO M  
SIGA O CP       ANUNCIE AQUI

Bom dia! Sexta-feira, 22 / 09 / 2017
LAVA JATO
Para Temer, udio de conversa com dono da JBS confirma sua inocncia

Data da notícia: 2017-05-19 09:12:38
Foto: Valter Campanato/Agncia Brasil
O presidente Michel Temer ouviu na noite de quinta-feira(18), na companhia de assessores, o udio gravado pelo empresrio Joesley Batista que o implicaria na compra do silncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e do doleiro Lcio Funaro, investigados na Operao Lava Jato. O udio da conversa entre Temer e Joesley foi divulgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) depois que o ministro Edson Fachin retirou parcialmente o sigilo da delao premiada do empresrio. Aps ouvir o udio, o entendimento de Temer e sua equipe de que o contedo da conversa no incrimina o presidente, confirmando a nota divulgada pelo Palcio do Planalto na noite de quarta(17) e o pronunciamento da tarde de quinta(18).

O udio tem cerca de 40 minutos. Na conversa, Temer e Batista conversam sobre o cenrio poltico, os avanos na economia e tambm citam a situao de Cunha (PMDB-RJ), que est preso em Curitiba. O entendimento do governo que a frase dita por Temer tem que manter isso, viu? diz respeito manuteno do bom relacionamento entre Cunha e Batista, e no a um suposto pagamento de mesada pelo silncio do ex-deputado. Alm disso, Temer minimiza a sua fala no trecho no qual Batista diz que est segurando dois juzes que cuidam de casos em que o empresrio processado.

O presidente Michel Temer no acreditou na veracidade das declaraes. O empresrio estava sendo objeto de inqurito e por isso parecia contar vantagem. O presidente no poderia crer que um juiz e um membro do Ministrio Pblico estivessem sendo cooptados, disse a assessoria do Palcio do Planalto, em nota. A expectativa do governo que o STF investigue e arquive o inqurito.

Base aliada

Aps seu pronunciamento, o presidente recebeu apoio de partidos, como PP e PRB, alm de mensagens por telefone e ligaes de aliados polticos. A avaliao que a fala do presidente repercutiu bem entre os parlamentares da base. Contudo, no foi possvel evitar baixas, como a sada do PPS do governo e a de Roberto Freire do Ministrio da Cultura.

Um dos principais objetivos do governo agora manter a sua base no Congresso Nacional, tranquilizar o mercado e esperar pela concluso das investigaes no STF com, na expectativa do Planalto, o arquivamento do processo.


Fonte: Marcelo Brando - Agncia Brasil


Compartilhe com seus amigos:





www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.